Rei do pop e seus fãs posers

 tumulomichaeljackson

“Jacko”, além do seu potencial artístico e com o disco mais vendido de todos os tempos, já entra para história como sendo o único homem a nascer negro e morrer branco.

Por Janine Pozesjanine_pozes@hotmail.com

O que para o mundo é uma perda muito grande, não me abala tanto. Tá certo que o Michael Jackson era um ícone do cenário pop mundial, mas pra mim ele era um ser humano psicologicamente perturbado. Eu não tenho nada contra ele, muito pelo contrário, acho que ele merecia a denominação de “Rei do Pop”. Eu nunca fui fã e nem me tornei uma fã da noite para o dia só porque ele morreu. É extremamente estranho a quantidade de gente que só conhece uma música ou por ouvir todo mundo dizendo que o cara era bom, se autodenominam fãs. Engraçado que depois da morte, o cara em 24 horas triplicou a venda de CDs. Agora me diz: os artistas só têm valor depois que morrem?

Depois da morte de Jackson, apareceram várias pessoas dizendo que já fizeram algo para ele do tipo “segurei o guarda-sol pra ele”, “tenho o sofá que ele descansou durante as gravações”, “Levei água pra ele” e por aí vai.

Um fato engraçado foi o clipe de nome “They Don’t Care About Us” gravado no Brasil em 1996. No dia da estréia do clipe, tão aguardada pelos brasileiros, principalmente por moradores do morro de Santa Marta no Rio de Janeiro e do Pelourinho em Salvador, aconteceu uma inesperada mudança de planos.

Michael Jackson que havia produzido uma segunda versão para o videoclipe, com cenas de brigas, crianças com fome e cenas em um presídio fictício, utilizou esta versão para a estréia e foi ela que ficou bastante conhecida nos EUA e Europa, e onde está o Brasil nessa história? Fácil, nos 3 segundos finais do clipe lançado.São tantos pseudos intelectuais e pseudos fãs que apareceram do nada, que é assustador. É também engraçado, que a maioria destas pessoas que se dizem “adoradores” do Michael Jackson, a grande parte é para somar a um grupo de pessoas que só estão ali para aparecer, ou para mostrar que não é apenas mais um desinformado, mas se você perguntar a qualquer um deles quais eram as principais músicas do cantor, essas pessoas vão responder com segurança, o nome das músicas que estão estampadas em jornais, sites, blogs, flogs, faceBook ou miniblogs.

É certo, que isso acontece ou vai acontecer, não só com o Michael Jackson e com tantos outros como Kurt Cobain, que a cada ano de sua morte estão lançando ou relançando entrevistas, revistas, clipes e músicas. Se perguntar para qualquer jovem que nasceu nos anos noventa que hoje em dia tenha ainda seus 16 anos, qual a música que ele conhece do Nirvana provavelmente dirá “Smells Like Teen Spirit”.

Assim acontece com Michael Jackson, existem pessoas que nunca citaram o nome dele como ídolo, e que após a sua morte se mostram chateados com o acontecimento e será eterno. Pode até ser, mas hoje em dia o Google tá ai, para me transformar em “fã de carteirinha” em um dia, com qualquer informação necessária para eu saber sobre o que e quem eu quiser e com essa facilidade posso dizer que desde 3 anos de idade eu já dançava ao som do vinil dos “Jackson 5”.

Com tal acontecimento fica constatado que os principais artistas que fizeram história no mundo da música mundial nos últimos tempos estão se extinguido. Com o tempo, serão apenas lembranças de um tempo onde ainda existiam artistas que se preocupavam em inovar.

Anúncios

0 Responses to “Rei do pop e seus fãs posers”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Arquivos

a

Atualizações Twitter


%d blogueiros gostam disto: